Quem está em busca de uma oportunidade de emprego sabe que, para conquistar a vaga, precisará passar por um processo seletivo. É nessa etapa que os candidatos são avaliados e muitos são reprovados não por falta de qualificação, mas por deslizes e comportamentos inadequados.

Para se destacar em um processo seletivo, ter um bom currículo ajuda, mas pode não ser o bastante. É importante também não cometer erros. Se você está em dúvida do que pode ou não fazer, veja as dicas que separamos.

1. Chegar atrasado no processo seletivo


O candidato está sendo avaliado em todos os quesitos e a pontualidade e profissionalismo têm um peso importante. Se o horário foi marcado, o recrutador espera encontrá-lo conforme o combinado, por isso é preciso se programar com antecedência.

Verifique o local onde será realizado o processo, o transporte que usará e o tempo necessário para se deslocar. O melhor é chegar mais cedo e ficar esperando do que se atrasar.

Se acontecer algum imprevisto e perceber que não chegará a tempo, entre em contato informando o ocorrido e, ao chegar, peça desculpas. Dependendo do ocorrido, o recrutador pode entender a justificativa e permitir que você continue no processo seletivo.

2. Falar mal das empresas anteriores


Certamente você será questionado sobre as experiências anteriores e a sua relação com os gestores e empresa. Nunca se deve falar mal dos locais em que você já trabalhou, por mais que tenha havido algum problema.

Seja profissional e não julgue; descreva as suas atividades, a rotina de trabalho e explique os motivos que o levaram a sair da empresa. O seu comportamento profissional será avaliado nesse momento e ninguém quer contratar uma pessoa que poderá, no futuro, falar mal da empresa que o emprega.

3. Não se preparar para o processo seletivo


O interesse do candidato será avaliado e isso inclui o quanto ele sabe sobre a empresa ou buscou conhecer. Pesquise sobre a organização que está oferecendo a vaga para saber mais sobre ela e se há identificação com o ambiente de trabalho. Quanto mais souber sobre ela, mais demonstrará um interesse na oportunidade.

Busque saber um pouco mais sobre o processo seletivo para que possa se preparar melhor e esteja aberto a realizar as atividades propostas, como as dinâmicas de grupo.

4. Usar a deficiência como desculpa


A deficiência deve ser abordada de forma natural, portanto, não deve ser usada como desculpa para atrasos ou comportamentos inadequados.

A vaga exige um profissional que seja comprometido e não alguém que fique se apoiando em desculpas e justificativas para compensar a falta de interesse ou conhecimento. É importante mostrar a capacidade de lidar com as limitações existentes e de ser um bom profissional.

5. Usar palavreado e tom de voz inadequados 


Saber se comportar e usar uma linguagem adequada em uma entrevista de emprego é fundamental. De acordo com a empresa e o cargo que está concorrendo, é possível ser mais ou menos formal. Porém, gírias e erros de português não são vistos com bons olhos.

Busque conversar de forma que se faça entender e use uma linguagem correta. Termos técnicos ou muito específicos podem ser empregados, desde que sejam comuns à área e não apenas restritos à empresa em que você trabalhou anteriormente.

O tom de voz também pode ajudar ou atrapalhar o candidato. Não é preciso gritar para se fazer ouvir, basta usar um tom que o entrevistador e demais presentes possam escutar o que está sendo dito. Outra dica é não ter um desânimo na voz; demonstre o seu interesse pela vaga através da maneira como fala.

6. Pressionar o entrevistador


Questionar a todo momento quanto tempo durará a entrevista, quais são as fases que compõem o processo seletivo e quando o candidato terá uma resposta pode ser um pouco de exagero. O recrutador costuma passar essas orientações, mas se não forem informadas, questione uma única vez.

Após a entrevista, não deve-se ficar ansioso e ligar para o recrutador todo dia ou mandar e-mails frequentes. Se está dentro do prazo, é preciso aguardar. Apenas entre em contato para saber mais se não receber o retorno dentro do tempo prometido.

Quando se sabe o que não fazer em um processo seletivo, a possibilidade de chamar a atenção pelos pontos positivos aumentam. Atualmente,  muitas empresas estão em busca não apenas de formação, mas de atitudes, e tendo aquelas que são corretas, as chances de conseguir a vaga são grandes.

Aproveite para conhecer as oportunidades que a Talento Incluir disponibiliza para profissionais com deficiência.