As empresas precisam dos melhores profissionais e para atraí-los deve garantir um ambiente de trabalho agradável e que propicie oportunidades iguais a todos. Um projeto de inclusão estruturado consegue garantir a satisfação, respeito e consequentemente inclusão de todos os colaboradores.

A grande dúvida dos gestores e profissionais de Recursos Humanos é o que esse projeto deve contemplar e como fazer para que ele realmente atinja os seus objetivos. Não basta ter boas ideias que ficam no papel ou tentar colocá-las em prática sem que haja a adesão do time.

Para garantir que um projeto de inclusão de sucesso se torne uma realidade é preciso que ele tenha algumas características. Veja quais são elas.

1. Não contratar apenas por conta da Lei de Cotas


A Lei de Cotas determina que empresas com mais de 100 colaboradores precisam ter um número mínimo de profissionais com deficiência em seu quadro. Entretanto, é um erro usar isso como princípio para selecionar os futuros funcionários.

A inclusão deve ir além da obrigatoriedade, selecionando os candidatos pelas competências e qualidades, independentemente deles terem ou não algum tipo de deficiência. Contratar pelo perfil e não pela deficiência!

2. Ter claro o benefício de um projeto de inclusão de sucesso


O projeto de inclusão de sucesso é aquele no qual os profissionais estão apostando no novo colaborador, não porque um gestor ordenou, mas porque sabem que contratar pessoas com deficiência pode trazer benefícios se o plano for bem executado. Ele poderá acabar com o preconceito, melhorar a acessibilidade para funcionários e clientes e impactar nos resultados da empresa.

Dentre os objetivos do programa, devem estar a conscientização e a “venda da ideia” para que ela possa ser “comprada” por todos.

3. Desenvolver uma cultura organizacional empática


A forma como os colaboradores se comportam muitas vezes tem relação com a cultura organizacional; se a empresa é preconceituosa, os seus funcionários muito provavelmente também serão.

É preciso que a cultura organizacional seja sempre trabalhada visando oferecer um ambiente adequado de trabalho onde todos se respeitam e acolham aos demais. Para isso é preciso trabalhar a comunicação e sempre corrigir os desvios.

4. Garantir que o RH fará o seu papel


O RH terá uma função essencial em um projeto de inclusão de sucesso, pois cabe a ele selecionar os profissionais, garantir a acessibilidade deles e treinar os novos e antigos funcionários nas questões técnicas e comportamentais.

Por conta desses fatores, é preciso que o RH esteja envolvido na elaboração do projeto, tenha as suas tarefas muito bem definidas e as coloque em prática.

5. Englobar os gestores no processo


O projeto de inclusão de sucesso terá os seus objetivos atingidos apenas se a liderança estiver envolvida, pois, a ideia precisa ser disseminada. Se os líderes não conseguem entender a importância da inclusão, não conseguirão vender a mensagem e as equipes se tornarão mais resistentes.

Inicialmente é preciso trabalhar com orientações, acabando com o preconceito e esclarecendo o que realmente são as diferenças. Quando há envolvimento de níveis hierárquicos mais altos, fica mais fácil implantar qualquer medida na organização.

6. Usar as nomenclaturas corretas


Se o projeto começar se referindo às pessoas com deficiência de forma errada e que possa ser entendia como preconceito, irá fracassar. Por mais que esse seja um erro cometido por inexperiência, deve-se pesquisar sobre o assunto.

Esse pequeno cuidado pode ser um fator decisivo para que o projeto de inclusão de sucesso se concretize.

7. Ser bem elaborado e com ajuda de especialistas


Se a empresa está se preparando para começar a trabalhar com a inclusão, é bem possível que encontre dificuldades e acabe cometendo alguns erros por inexperiência. Para não enfrentar esse tipo de obstáculo, ela precisa ser clara e concisa nas informações a fim de permitir que seja implementado o projeto.

A ajuda de uma consultoria para empresas que querem trabalhar a inclusão pode apontar o que é preciso analisar, qual o atual cenário em que a empresa se encontra e o que deve ser feito. Ela também orientará em diferentes etapas até que se obtenha êxito.

Por fim, um projeto de inclusão de sucesso depende de quem o está elaborando, mas, para ser colocado em prática precisará do envolvimento de todos.

Quer saber mais como elaborar um projeto de inclusão de sucesso? Entre em contato com a Talento Incluir e se informe com uma consultoria especializada.