Já é sabido que as empresas precisam prezar pela diversidade se quiserem continuar no mercado e, para isso, devem pensar em ações que promovam e assegurem essa ideia. Entretanto, os erros no projeto de inclusão podem colocar a perder essa intensão e devem ser evitados desde o momento do planejamento até o final de sua execução.

Algumas das falhas são simples de serem resolvidas, porém, outras exigem que haja uma mudança na cultura organizacional antes, durante e após a implementação. Nesse caso, conhecer as características do projeto de inclusão pode ajudar a trilhar o caminho correto.

Para ter sucesso quando o assunto é diversidade, veja quais são os principais pontos que exigem atenção e não cometa erros.

Focar apenas em cumprir a Lei de Cotas

Um dos grandes erros no projeto de inclusão é focar apenas no cumprimento da lei e não nos benefícios que essa mudança trará. Quando isso acontece, deixa-se de pensar no todo e muitas das ações que deveriam ser realizadas são deixadas de lado.

Cumprir com a legislação é importante, mas pensar que pessoas com deficiências conseguem contribuir com a organização deve ser o principal fator motivador. Deixe que as regras se tornem secundárias, o importante é que a empresa realmente deseje que estes trabalhadores façam parte do seu quadro de colaboradores e vivencie os ganhos que a diversidade pode proporcionar.

Não envolver a liderança

Se você deseja que o projeto de inclusão seja acolhido, deve-se começar a criar a cultura de diversidade primeiramente com a liderança. Ela poderá orientar como funcionam as equipes, de que forma fazem a gestão e como poderiam incluir novos colaboradores sem que isso impacte nas equipes ou gere discriminação.

Quando os líderes tiverem entendido a importância da inclusão e participarem ativamente desse processo, conseguirão disseminar esse pensamento e todos os colaboradores entenderão o que é a inclusão e sua importância.

Não trabalhar a comunicação interna

Não comunicar é um dos erros no projeto de inclusão, uma vez que passa a sensação de que as coisas são feitas “escondidas”. Se ocorre esse problema, os colaboradores podem se sentir excluídos ou pensar que a inclusão não é algo bom, por isso não foi comunicado.

Para que o projeto funcione, deve haver um canal de comunicação que explique o que é o projeto, como funciona, os seus objetivos e que haja conscientização. Quanto maior for a troca de informação, mais fácil será a implementação.

Ignorar a acessibilidade é um dos erros no projeto de inclusão

Não existe inclusão sem acessibilidade, por isso é preciso pensar na estrutura. Afinal, de que maneira as pessoas com deficiência conseguiriam se locomover pelas dependências da empresa e executar suas tarefas? De qual forma um pessoa cega poderia utilizar o computador e sistemas da empresa? Conte com a ajuda de uma empresa especializada para fazer o levantamento do que é necessário mudar ou adaptar para garantir boas condições de uso do espaço e um ambiente seguro para trabalhar.

Converse com pessoas com diferentes tipos de deficiência e ouça a opinião delas, pois ninguém melhor do que quem necessita de acessibilidade para apontar as melhorias a serem feitas.

Integrar em vez de incluir

A integração defende o direito das pessoas com deficiência, porém, entende que apenas a sua presença já basta. Já a inclusão vai além e preza pela participação ativa de todos, sendo muito mais abrangente levando em consideração o princípio do equidade.

Não pensar no plano de carreira

A falta de um plano de carreira muitas vezes é decorrente da preocupação única e exclusiva com o cumprimento da Lei de Cotas, pois as organizações se preocupam em contratar e não em desenvolver ou dar oportunidades.

Trabalhadores com deficiência são profissionais como todos os demais e devem ter a oportunidade de ascensão na carreira. Sendo assim, devem poder se candidatar às oportunidades internas como acontece com qualquer colaborador e concorrer nas mesmas condições. Além disso, é necessário fornecer treinamentos e cursos que ajudem na capacitação e melhorem a qualificação.

Pensar nos erros no projeto de inclusão ajuda a não perder tempo com ações que seriam pouco eficazes e teriam um alto custo. O planejamento deve ser eficaz e prever medidas que possam ser adotadas se observados desvios. Dessa forma, é possível evitar ou corrigir problemas e garantir uma execução mais precisa.  

Quer evitar erros no projeto de inclusão e garantir que ele tenha sucesso? Entre em contato com a Talento Incluir e conte com a ajuda de uma consultoria especializada.